Diabetes

A diabetes é uma doença crónica caracterizada pelo aumento dos níveis de açúcar no sangue.

O que é a Diabetes?

A diabetes é uma doença crónica caracterizada pelo aumento dos níveis de açúcar (glicose) no sangue. À quantidade de glicose no sangue chama-se glicémia. Ao seu aumento designa-se hiperglicémia. A diabetes é uma doença que resulta de uma deficiente capacidade de utilização pelo nosso organismo da nossa principal fonte de energia - a glicose (açúcar). Muitos dos alimentos que ingerimos são transformados em glicose no nosso aparelho digestivo. Ela resulta da digestão e transformação dos amidos e dos açúcares da nossa alimentação.
 

Número de diabéticos

Actualmente, quase 5%, ou seja 22,5 milhões de adultos são diabéticos na Europa*. Existem dois tipos principais de Diabetes Mellitus : A Diabetes de tipo 1, também conhecida como Diabetes Insulino-Dependente que é genética e a diabetes tipo 2 que tem a ver com os hábitos alimentares e estilos de vida. A Diabetes de tipo 2 representa entre 80 a 90% de todos os casos de diabetes na região. Como nas outras partes do mundo, a prevalência da diabete tipo 2 está a aumentar.

* Definição da região europeia segundo a Federação Internacional para a Diabetes : 463 milhões de adultos em 40 países. Fonte: « Atlas 2000 da Diabetes » da Federação Internacional para a Diabetes.
 

Factores de risco

Tipo 1
Factores genéticos e ambientais

Tipo 2
A idade combinada com a obesidade, pessoas que têm familiares próximos com diabetes , a diabetes gestacional, a inactividade física, a má tolerância à glicose.

 

Sintomas

Tipo 1
O pâncreas produz pouco ou não produz insulina. Os sintomas podem aparecer subitamente. Urina frequente - sede excessiva - fome excessiva - perda súbita de peso (sem razão aparente) - fraqueza, sonolência - visão turva - náuseas e vómitos.

Tipo 2
O pâncreas produz insulina mas o corpo não a pode utilizar correctamente. Apesar da taxa de insulina ser normal, a taxa de açúcar no sangue não o é. Em geral, os sintomas aparecem progressivamente. Certos sintomas mencionados no Tipo 1, infecções recorrentes ou permanentes da pele, das gengivas ou do aparelho urinário, sonolência - inchaço das mãos e pés.

 

Tratamento

O diagnóstico pode ser inesperado para muitos. A maioria das pessoas reagem perguntando: " Como vou fazer para continuar a trabalhar e a viajar? "," Como é que vou contar aos meus amigos? ", " Devo parar de comer a minha sobremesa preferida? "
As pessoas que foram diagnosticadas precocemente têm muita sorte. Quando se é diabético, o saber é poder e tal permite adaptar o seu estilo de vida e proteger-se. Pode seguir o programa alimentar estabelecido pelo seu médico. Pratique exercício físico regularmente e isso é suficiente para algumas pessoas.

Para outros, necessitarão também tomar medicamentos por via oral ou injecções de insulina para controlar a taxa de açúcar no sangue. O segredo para o controlo da diabetes é um espírito são e um comportamento são. Isso pode ser difícil no início, mas as mudanças no modo de vida são necessárias para prevenir ou reduzir os riscos e as complicações ligadas à Diabetes.
 

Regime: programa alimentar

A alimentação é um elemento importante no tratamento da diabetes. Trabalhar com o seu médico é muito útil para desenvolver um programa alimentar adaptado ao seu caso. É importante ter um regime alimentar detalhado, personalizado e actualizado!

Veja aqui alguns conselhos complementares para integrar nos seus novos hábitos alimentares:
Disponha igualmente do tempo para passear no supermercado, ler as marcas alimentares, estudar os livros de receitas light, fazer cursos de culinária e divertir-se experimentando novas receitas. Habitue-se ao seu programa alimentar, procure os alimentos que gosta e integre-os nos seus menus pessoais. Com um pouco de prática, fazer uma boa escolha de alimentos demorará menos tempo. Apesar de tudo, o que é bom para o corpo pode também ser bom para o paladar!

 

Canderel e Todos Nós

Comer bons alimentos, em boa quantidade e a horas certas contribuirá para melhorar a sua saúde e para reduzir riscos de complicações ligadas à diabetes. Em que é que Canderel pode ajudar? Canderel é o adoçante ideal para os diabéticos porque tem o sabor do doce, praticamente sem calorias. Canderel pode facilmente fazer parte do seu estilo de vida porque pode encontrá-lo em qualquer lugar. Comece por utilizar Canderel para substituir o açúcar no café, no chá e para acompanhar as frutas e os cereais. Em casa, pode encher o seu açucareiro com Canderel e pode descobrir uma nova maneira de utilizar Canderel na cozinha. Clique aqui para ver as receitas.
Seja vigilante com as calorias e os glìcidos. Contar as calorias não é só reservado às pessoas que estão de regime.
Para alcançar e manter uma taxa de açúcar satisfatória, é importante comer alimentos sadios e variados vigiando a quantidade total de glícidos. A utilização de Canderel permite saborear alimentos e bebidas doces praticamente sem calorias. Pode consumir as calorias e os glícidos através de alimentos mais nutritivos como as frutas, os legumes, os lacticínios e os cereais .